Como conseguir centenas de “curtir”? O que falar para meus seguidores do Twitter? O que fazer para emplacar um viral de sucesso no YouTube? Esses são alguns dos segredos que os profissionais que trabalham com redes sociais tentam desvendar, os quais ainda buscam a fórmula certa para lidar com essa plataforma. É o que mostra a pesquisa [email protected] – Estudo sobre os Meios Digitais no Brasil, realizada pela XComunicação em parceria com a Ascope Insight, e publicada pela revista M&M em uma edição especial sobre redes sociais.

Segundo o estudo, há um grupo de administradores que ainda não conseguiram sucesso nas redes sociais e querem emplacar algo impactante na internet, mas não sabem bem como fazê-lo. As dificuldades para isso envolvem entender a dinâmica desse meio, trabalhar com novas métricas, e, sobretudo, saber como lidar com um público até então pouco entendido. Além disso, demonstra-se urgência em fazê-lo, já que a web é a quarta mídia que mais cresce em investimento publicitário, tendo crescido 19,6% em 2011.

Outro fator que incentiva a atenção às redes sociais é o acesso à banda larga no Brasil, cujo crescimento foi de 68,4% em 2011, além dos smartphones, presentes nas mãos de 36 milhões de brasileiros. Ou seja, a população, de modo geral, está cada vez mais aderindo ao meio digital, e as organizações precisam entender que isso modifica o comportamento do público, mais capaz de influenciar a gestão das marcas.


redes sociais

“O profissional de marketing deve ter sempre em mente no seu dia a dia, na hora de analisar os briefings, de criar a campanha e de definir o plano de mídia, que na Era das Conexões o que importa é o relacionamento”, afirma Ana Bertelli, pesquisadora à frente da Ascope. De acordo com ela, estar conectado às pessoas certas nas redes sociais é o novo poder. Outras tendências apontadas para as redes sociais é a fusão entre o público e o privado, real e o virtual, e a gameficação.

Porém, em paralelo aos que ainda não dominam as redes sociais, a pesquisa também encontrou outro grupo formado por profissionais já detentores de uma experiência bem-sucedida em redes sociais. O estudo realizou discussões em grupo com pessoas de 15 a 42 anos, além de entrevistas com gestores da área de marketing de diversas empresas.

Isso tudo mostra quão importante é para as marcas terem uma gestão bem realizada de suas redes sociais, afinal, é um território que demanda estudo e profissionais capacitados para fazê-lo. O importante é que a marca se torne fonte de informação relevante, crie diálogos e entenda como se conectar ao seu público, ao invés de utilizar as redes sociais apenas para divulgação e publicidade. Portanto, o relacionamento duradouro e transparente é o segredo, assim como no mundo offline.

E você, já faz sucesso nas redes sociais ou ainda está decifrando esse enigma? Conte pra gente a sua experiência!