Agência Digital.

Marketing Político

It’s not enough to change the players.
We gotta change the game!

Barack Obama

Estratégia

Nos últimos anos, o jeito de fazer publicidade mudou. Isso acabou refletindo em todos os mercados, inclusive no eleitoral.

Antigamente, as mídias digitais eram vistas como complemento de uma campanha política. Atualmente, são consideradas ferramentas protagonistas para o sucesso da disputa eleitoral.

Acompanhamos essa crescente desde 2008. Para 2020 acreditamos que a campanha eleitoral pela disputa municipal tende a ser nas redes sociais.

Ações de marketing político são essenciais para que o candidato consiga alcançar mais eleitores. Com a comunicação correta, é possível garantir maior credibilidade e proximidade com esse público. O objetivo principal é receber um retorno positivo em relação aos investimentos na campanha.

Por isso, é necessário traçar uma estratégia. Além das ações tradicionais – eventos com a população, trabalhos sociais e reuniões – é importante realizar ações digitais. Elas devem ser baseadas em uma boa estratégia, com metas e objetivos bem definidos.

O foco deve ir além das “métricas de vaidade” (número de seguidores e quantidade de curtidas). É preciso engajar, para que o conteúdo na redes sociais transformem usuários em votos a favor do candidato.

A população tem o hábito de taxar os típicos perfis de políticos. Por isso, é importante humanizar a imagem do candidato nas redes sociais, mostrar quem ele é de verdade e o que pretende fazer em seu mandato. Tudo de maneira transparente, sem promessas vazias. Dessa forma, criando uma identidade que o diferencie dentre as diversas opções de candidatos.

Quero saber mais

Planejamento

Antes de montar uma campanha, será feito um estudo dos pontos fortes e fracos do candidato e seus concorrentes, através de uma análise SWOT. Esse estudo gera insights para sabermos as fraquezas e ameaças dos adversários, junto as forças e oportunidades do nosso candidato. Usaremos a nosso favor durante a campanha, nas redes sociais e em toda comunicação digital as informações obtidas.

É de suma importância saber para quem a mensagem será dirigida. Pensando nisso realizamos esse passo primordial, antes de começar qualquer ação ou estratégia.

Com a definição de quem é o público, fica mais fácil definir o tipo de linguagem, o conteúdo e as propostas que serão atraentes. Com um conteúdo interessante, será possível atrair a confiança do público e converte-los em votantes a favor do candidato na hora da eleição.

Com tantas opções, fica difícil estar presente de maneira eficiente em todas as plataformas. Além de escolher aquelas nas quais o público está, é fundamental escolher um canal em que seja possível demonstrar as propostas com clareza.

Não é necessário estar em todos os canais online, iremos escolher os mais relevantes pensando no sucesso da campanha.

O planejamento antes da campanha é feito conforme a verba do candidato, e nessa etapa é preciso responder algumas perguntas:

Qual mensagem devemos comunicar? O que ela defende? O que traz benefício da população? É focada no candidato ou no benefício?

Em 2008, a eleição de Barack Obama foi um ótimo case de sucesso. Durante a campanha, ao invés de usar a frase “Vote em mim”, utilizou o “We can!” (Nós podemos), para que os eleitores se sentissem mais próximo dele, como se eles fizessem parte dessa equipe.

Por isso, optar por um bom slogan é importante desde o princípio. Todo o investimento de mídia, defesa e posicionamento irá explorar esta mensagem.

Planejamento
Preciso de uma estratégia

Pré-candidatura

Redes Sociais

Deve ser uma das maiores prioridades durante a campanha eleitoral. É importante interagir e apresentar quem é o candidato e o que ele tem a oferecer, com o objetivo de fortalecer a reputação.

É importante tirar dúvidas, dar atenção aos comentários positivos e responder pessoas a favor da proposta. Deve-se também responder de forma pacífica os comentários negativos de pessoas que discordam de seu posicionamento.

Um foco que temos com nossos clientes é decidir no que investiremos tempo e energia, pois nem tudo na internet deve ter uma resposta ou ser tratado como prioridade.

Na redes sociais o fator humano é essencial. Fazer com que o usuário sinta-se próximo do candidato é muito importante. Para isso, o perfil tem que envolver afeto e conexões emocionais através de interações. É necessário saber lidar com diferentes humores, pensamentos e sentimentos.

Os responsáveis por gerir as redes sociais, precisam demonstrar a imagem real de quem é o candidato.

Por isso, é bom ficar atento aos 5 pilares de redes sociais:

1. Institucional

Falar sobre a marca, chapa ou partido

2. Vendas

Convencer os usuários a comprarem uma ideia

3. Referências

Conectar a marca com grandes portais e ações da internet

4. Bastidores

Ser real e mostrar o que acontece no dia a dia

5. Engajamento

Pode ser brincadeiras, enquetes e debates

É inconsequente deixar o marketing digital de lado em uma estratégia eleitoral em 2020. Com a internet sendo um meio de comunicação global, as pessoas estão inseridas e adeptas a essa tecnologia.

Atualmente, eleitores utilizam cada vez mais as redes sociais, principalmente para se comunicarem com amigos. A grande concentração de pessoas, é uma ótima oportunidade para atingir uma certa audiência. Portanto, isso possibilita atingir possíveis eleitores, além de aumentar a popularidade e confiança do candidato.

Não só de Facebook e Instagram vive o sucesso de uma eleição, existem outros meios além das redes sociais que possibilitam a conexão com o público. Há outros múltiplos canais e estratégias que podem ser inclusos na estratégia, vamos conhecer alguns deles:

SEO

Ferramenta para que o candidato seja encontrado de modo qualitativo nos sistemas de busca. É importante estar nos principais mecanismos de busca (Google, Bing, Yahoo! e etc) para conquistar novos leitores.

A importância do posicionamento orgânico é utilizar da confiança que o próprio sistema já endossa. Uma pesquisa mostra que o índice de confiança é de 93% por posicionamento orgânico (SEO), e 14% para posicionamento pago (anúncios).

Quando uma pessoa buscar o nome do candidato e nos resultados de busca aparecerem notícias positivas sobre suas ações, será um importante passo para transformar o usuário em voto.

No Google, em média 40% das pessoas clicam no primeiro resultado da página, 12% acessam o segundo, o terceiro tem acesso de 5% e a quarto resultado de 1%. Nesse cenário, estar entre os primeiros, significa mais visibilidade e confiança para o eleitor.

MÍDIA

Potencializar o alcance da campanha usando técnicas de anúncios. Elas são uma combinação de critérios de acordo com personas previamente traçadas, conforme o conteúdo consumido.

Utilizamos a mídia para mostrar características do candidato, situações que foram benéficas para população, conquistas anteriores, evidências de um bom plano de governo e outros pontos positivos. É possível fazer mídia no Google, sites, portais, aplicativos e redes sociais.

EMAIL MARKETING

Construir um relacionamento para aquisição e retenção de eleitores. Também usado para divulgação das propostas de campanha para a região onde está concorrendo. Esse canal permite trabalharmos a mensagem de forma direcionada e eficaz.

SITE COM O BLOG

A estratégia de utilizar o site é centralizar o conteúdo. Trabalhando com campanhas orgânicas e aumentando a visibilidade quando alguém buscar por notícias das eleições em sua cidade. É possível também usar o canal como oficial para posicionamentos de defesa contra notícias negativas. Com base nas palavras-chave que as pessoas mais procuram, geraremos conteúdo positivo para a imagem do candidato.

Depois disso, definiremos detalhes de como será o discurso dos artigos e o setup de monitoramento. Essa parte inicial deve acontecer com meses de antecedência, pois um blog pode demorar para gerar resultados consistentes. Se houver demora nesta ação primordial, o resultado pode ser comprometido.

O blog é uma ferramenta essencial para o posicionamento imediato em caso de notícias negativas ou falsas. Ele possibilita uma resposta com todo aval do candidato, sem influências da mídia e essa mensagem por ser amplificada através das campanhas de SEO e redes sociais.

Preciso desses produtos

A candidatura

Tudo que foi construído nos meses anteriores após o planejamento da campanha, atinge o ápice 45 dias antes das eleições. Reforçamos o conteúdo e valor de mídia, além de aumentar o foco da equipe de comunicação. Vamos gerar engajamento e respostas para dúvidas dos usuários, para que eles se sintam confiantes no momento das eleições.

Por que escolher a Sawi

A Sawi, desde 2008, tem contato com o universo de marketing digital político.

Tivemos a experiência prática após trabalhar diretamente com os responsáveis de um dos pilares da campanha do Obama. Depois disso realizamos algumas campanhas políticas no Brasil para candidatos nacionais e regionais.

Com a nossa experiência política e de performance você pode ser o candidato eleito das próximas eleições.

Temos a ciência que é importante saber como fazer e como conectar cada um dos detalhes para que no final a campanha atinja o objetivo esperado – a vitória do candidato.

Fazer apenas por fazer não é nosso propósito. Pensamos em um calendário de publicações e ações eficazes que agreguem valor à sua campanha como um todo. Criamos estratégias que chamem a atenção do público, solucionem dúvidas, apresente propostas, criem debates, ouçam as necessidades da população e as responda.

Nossa equipe é multidisciplinar e disponibiliza um estúdio preparado para gravações e transmissões.

Entre em contato conosco e comece agora o seu planejamento das eleições 2020.

Quero agendar meu bate-papo