+55 19 3722-0866 [email protected]

O uso de celular no Brasil está surpreendendo a todos! De acordo com dados divulgados nesta terça-feira pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), já são 250,8 milhões de linhas ativas no país. Só em março deste ano, ocorreram 3,2 milhões de novas habilitações, o que levou o uso de celular no Brasil a superar a marca de 250 milhões registrado em fevereiro, ampliando a base de assinantes em 1,30%.

Esse número coloca o mês de março de 2012 à frente de todos os meses de março nos últimos 13 anos como o que teve mais novas habilitações de linhas móveis, alcançando uma teledensidade de 128 acessos para cada 100 habitantes. No total, 52 milhões desses acessos são feitos por meio de banda larga móvel (3G). Assim, o uso de celular no Brasil continua sendo liderado pela Vivo, com 29,81% de participação, seguida pela Tim (26,80%) e pela Claro (24,56%).

Isso nos mostra quão expressivo é o crescimento do uso de celular no Brasil, cuja população está cada vez mais aderindo aos dispositivos móveis em seu dia a dia. Inclusive, o número de linhas ativas supera até o próprio número de habitantes de nosso país. Muito disso se deve ao preço acessível dos aparelhos celulares ofertado pelos grandes varejistas, aliado ao aumento do poder aquisitivo da classe média brasileira. Porém, o que mais chama atenção é fato do uso de celular no Brasil não se restringir à voz.

Segundo dados de um infográfico produzido pelo Extra.com.br, a utilização das funções do celular tem sua maioria concentrada em SMS + Voz (48%), seguido de perto por dados avançados (40%) como, por exemplo, os aplicativos. Enquanto a função “somente voz” é dona de apenas 11% dessa relação. Ou seja, o uso de celular no Brasil vai muito além de só fazer ligações.

Como disse Isabel Pesce, responsável pelo aplicativo para celulares Lemon utilizado para organizar os gastos, “não há mais necessidade de carregarmos uma câmera, mas, por outro lado, ainda carregamos carteiras cheias de recibos, cartões e muito mais, por isso acreditamos que o celular poderá se transformar em uma carteira inteligente”. A declaração da jovem de sucesso, que, por sinal, é brasileira, foi feita ao jornal O Estado de S. Paulo deste domingo, e mostra que o uso de celular no Brasil ainda tem muito potencial.

Afinal, os brasileiros querem mais utilidade para seu aparelho móvel. Segundo estudo recente da IBM, 87% da população gostaria de usar dispositivos móveis para pagar por produtos e serviços. E é conciderando todo esse contexto que o Pão de Açúcar já pensa em aproveitar tamanha oportunidade do uso de celular no Brasil para oferecer o pagamento de compras via celular.

De acordo com Hugo Bethlem, vice-presidente executivo do Grupo Pão de Açúcar, em entrevista ao Meio&Mensagem, o novo modelo de pagamento será testado em alguns pontos de vendas a partir de maio, em primeiro momento como uma exclusividade aos donos de cartões Itaucard. O Grupo estuda também instalar vitrines virtuais em locais públicos de grande circulação de pessoas, a fim de levar o uso de celular em suas lojas para mais perto do público.

E se você pensa que essa ideia de fazer compras com o celular no meio da rua é algo inédito, está enganado. No ano passado, o supermercado Tesco, da bandeira Homeplus, instalou lojas virtuais no metrô de Seul, capital da Coreia do Sul. As pessoas podiam fazer suas compras enquanto aguardavam na estação de metrô e os pedidos eram entregues em suas casas no mesmo dia. A rede britânica Ocado também abriu loja virtual temporária em um shopping center de Londres, e a australiana Woolworth´s fez a mesma coisa na estação de Town Hall, em Sydney. E aí, será que o uso de celular no Brasil tem muito ainda para evoluir?

Dá uma olhada no vídeo abaixo mostrando como funciona a loja virtual e deixe sua opinião pra gente: será que o uso de celular no Brasil chegará a esse ponto?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato

Fale conosco

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Empresa

Website

Telefone (obrigatório)

Conte mais sobre o que precisa (obrigatório):

Preencha acima com o ano atual