+55 19 2517 2045 [email protected]
Crescimento do E-commerce

Enquanto as lojas físicas passam por tempos de crise, o e-commerce ganha fôlego e mantém uma linha de constante crescimento em tempos de desaceleração econômica. De acordo com previsões da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico), a projeção de crescimento para esse ano foi de 18% de aumento, com faturamento de R$ 56,8 bilhões – segundo as estimativas, serão registrados em média 190,9 milhões de pedidos com ticket médio de R$ 298.

Além disso, as compras feitas a partir de dispositivos mobile também têm apresentado um crescimento vertiginoso nos últimos anos. A previsão da ABComm é que os pedidos efetuados por smartphones ou tablets neste ano cresçam 30% – no ano de 2015 este crescimento foi de 20%.

A guinada do e-commerce no Brasil é um sinal de que o consumidor, além de ter se acostumado à prática, também está mais seguro na hora de finalizar uma compra online, seja pelo desktop ou por um dispositivo móvel. Mas quais as razões do sucesso do comércio digital? Por que o consumidor está preferindo efetuar suas compras em lojas virtuais? Existem algumas razões para o crescimento do e-commerce e vamos avaliá-las a seguir.

Economia certa

A internet possui ferramentas de pesquisa que facilitam na busca pelo mesmo produto com menor preço em toda a web. Para fazer uma pesquisa de comparação de preços como esta em lojas físicas, o consumidor precisaria de tempo e disponibilidade para andar por várias lojas de sua cidade, e ainda assim não teria a garantia de que o produto que comprou é o mais barato. No quesito custo x benefícios o e-commerce ganha em disparada das lojas físicas.

Promoções sazonais

As promoções sazonais exclusivas para a internet, o Black Friday e o Cyber Monday, foram responsáveis por R$ 3,02 bilhões em vendas no ano de 2015.

O Black Friday é uma promoção que começou nos Estados Unidos e aos poucos foi sendo difundida para outros países. No Brasil, o primeiro Black Friday aconteceu em 2010 e foi uma promoção exclusiva do comércio eletrônico, com o passar dos anos as lojas físicas começaram a aderir à data por perceberem o potencial de crescimento nas vendas. Ainda assim, a promoção é mais difundida nos e-commerces do Brasil, tendo alavancado as vendas online, segundo os organizadores, em 57% no ano de 2015 e movimentou R$ 1,64 bilhão na economia.

O Cyber Monday acontece na segunda-feira após o Black Friday e é uma promoção exclusiva para o comércio online. Segundo os organizadores, no ano de 2015 a data apresentou um crescimento de 56%, somando R$ 294 milhões na economia.

Compra facilitada

O comércio eletrônico apresenta várias possibilidades na hora do fechamento da compra. O consumidor pode escolher se deseja fazer o parcelamento pelo cartão de crédito, pagar via boleto bancário, depósito em conta corrente ou outras soluções de pagamento online por meio de empresas contratadas pelas lojas virtuais. Além disso, as compras online estão muito mais seguras devido ao uso do Certificado Digital SSL, ele criptografa as informações que o usuário insere na página (como número de documentos pessoais e cartão de crédito) e diminui as chances de uma invasão por hackers.

Políticas de troca

É assegurado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) o direito à troca nas compras realizadas em e-commerces. Como não é possível experimentar o produto ou examinar a qualidade do que será adquirido, pode haver decepção ou arrependimento quando o produto chega às mãos do consumidor. Segundo o CDC, o consumidor tem o direito de solicitar a troca do produto em até sete dias do seu recebimento. Amparados pela lei, os consumidores sentem-se mais seguros para efetuar a compra online de produtos que antes eram mais vendidos em lojas físicas – o comércio de roupas, por exemplo, apresentou um crescimento de 14% em 2015, e o de eletrodomésticos cresceu 13% no mesmo período.

Ao alcance de todos

Para quem mora em grandes metrópoles, adquirir produtos de marcas famosas ou importados em lojas físicas é fácil, mas para quem mora em cidades mais distantes na maior parte das vezes este tipo de compra só pode ser realizado em e-commerces.

A mesma correspondência pode ser feita para e-commerces internacionais. Segundo levantamento do e-Bit, o comércio do tipo crossborder apresentou um crescimento de 18% no ano de 2015, movimentando incríveis U$ 2,02 bilhões na economia nacional – foram 14,9 milhões de brasileiros que compraram de comércios eletrônicos fora do país.

 

Apesar do aumento do endividamento do brasileiro e da desaceleração da economia, o e-commerce se tornou uma alternativa para as empresas se esquivarem dos respingos da crise econômica.

Se você tem uma loja física e deseja aumentar o faturamento de sua empresa, nunca é tarde para começar a empreender no crescente mercado dos e-commerces. Entre em contato com a Agência Sawi e veja como podemos te ajudar a montar uma loja virtual.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato

Fale conosco

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Empresa

Website

Telefone (obrigatório)

Conte mais sobre o que precisa (obrigatório):

Preencha acima com o ano atual