Muitas são as maneiras de ouvir música por streaming na Internet, mas o Turntable, rede social apresentada no festival South By Southwest, em março, e destacada neste mês, foi além. No Turntable é possível ouvir música por streaming junto de outras pessoas: cada uma monta sua playlist e as playlists vão se intercalando. Mas sabe o que é mais legal? O Turntable imita uma balada.

Funciona assim: há espaço para cinco “DJs” na cabine, que entram por ordem de chegada. Quem entra depois, curte as músicas da pista. E todos podem curtir ou detestar a música que o “DJ” da vez está tocando – se ela for muito detestada, ele perde a vez na rodada. E entre as “curtidas”, o DJ vai acumulando pontos para trocar de avatar. Ainda há também um chat, onde você pode conversar com quem está na sala.

Conheça o Turntable.fm

 

O TechCrunch apontou o aplicativo como algo que “está crescendo e pode mudar as coisas”. Se a computação em nuvem está em voga, o Turntable foi além: achou um jeito divertido de compartilhar as músicas do seu computador ou de seu próprio sistema com os seus amigos e com quem mais interessar, tornando mais possível aquele desejo de compartilhar uma música com o mundo.

Pra completar, o Turntable pode trazer de volta a tradição das velhas salas de bate-papo: o tal chat presente nas salas estimula a interação das pessoas, que a partir de um comentário sobre alguma música, podem começar a conversar sobre outras coisas também, se adicionarem no Facebook, e por aí vai.

Os brasileiros puderam aproveitar dessa nova rede social até a semana passada, quando ela passou a ser permitida somente para os residentes nos Estados Unidos. Pouco se sabe sobre os motivos – talvez um servidor que não suporta a quantidade de usuários que o Turntable vinha recebendo – mas a mensagem na página inicial do site promete que a situação será contornada em breve.

Se o o site conseguir se tornar disponível para todos novamente, ele tem grandes chances de se consolidar como uma nova forma de ouvir música: junto aos seus novos e velhos amigos, seja lá onde vocês estiverem.

O que você achou dessa ideia? Você teve a oportunidade de experimentar?