Seja bem-vindo a mais nova forma de assistir televisão, a Social TV! Essa nova tecnologia, recém-chegada no Brasil, permite aos telespectadores assistirem TV e utilizarem as redes sociais ao mesmo tempo.

Os smartphones, tablets e outros dispositivos móveis já são febre no mundo todo e parte importante da chamada “experiência de viver”. Segundo o Relatório de Tendências de Consumo em TV e Vídeo de 2012, 62% das pessoas que responderam o questionário aplicado pela Consumer Lab (Laboratório de Pesquisas de Comportamento da Ericcson) utilizam as redes sociais semanalmente enquanto assistem à TV. Por isso, a Social TV chegou na hora exata!

Afinal, o que é o fenômeno Social TV e como ele funciona?


Não é novidade que a televisão influencia no comportamento social. Dependendo do conteúdo assistido, preferimos estar em grupos, o que já é uma interação social. Com as redes sociais, os telespectadores são capazes de assistir TV em grupo, mesmo estando fisicamente sozinhos. Podem discutir assuntos e sugerir conteúdos. Agora, fazer tudo isso pela televisão? Isso é a Social TV!

“Compartilhar suas opiniões com toda uma comunidade virtual pela própria TV e, além disso, ser capaz de personalizar sua TV para que esta siga as recomendações de sua comunidade.” – é o que diz Rafael Carvalho, em seu blog, sobre a Social TV.

Entretanto, essa relação Televisão x Redes Sociais ainda é considerada “tímida”, distante do ideal. Para muitos telespectadores, assistir televisão é uma experiência passiva, e não há interesse na mudança para experiência ativa. Enquanto a Social TV é uma experiência ativa.
 



 


Vivemos num mundo de constantes avanços e mudanças tecnológicas, a Social TV ainda sofrerá alterações. Há rumores de que em breve será possível até mesmo transformar as comunidades virtuais em verdadeiras emissoras, que ditam seu próprio conteúdo e possuem uma audiência selecionada pelas próprias.

E você, o que acha da Social TV? Vale à pena investir em algo tão ousado?