Com a quase morte do MySpace, o serviço que oferecia uma plataforma interessante para os músicos compartilharem suas faixas com os fãs se transformou, na verdade, em um elefante branco para os mesmos. Já que o público-alvo não acessa mais a rede social, usá-la com o intuito de divulgar seu trabalho e ser facilmente encontrado não é a melhor solução.

A plataforma ideal para os músicos é aquela em que, ao mesmo tempo que os aproxima das pessoas, permite com que estas conheçam seu trabalho mais a fundo. O Twitter, vez ou outra, cumpre seu papel na hora da comunicação e da divulgação de algo novo. Mas a melhor solução para esse caso, atualmente, vêm sendo as fanpages do Facebook.

Utilizando de um programa como o BandPage, por exemplo, o músico pode transformar a sua fanpage em um local onde, além de conhecê-lo, as pessoas podem curtir seu trabalho – literalmente. A maneira de divulgação é bastante eficaz, pois às vezes exige-se um “curtir” para que uma música, clipe ou álbum sampler seja liberado para audição.

E o tal “curtir” gera uma corrente, pois os amigos da pessoa que curtiu podem ver e se interessar, e daí vêm os amigos dos amigos e por aí vai. De uma maneira simples, a propaganda da música é feita. Sem contar aqueles que ainda compartilham em seus murais que gostaram muito de algo.

O feedback é feito pelo próprio Facebook. O mural da fanpage permite que os artistas troquem ideias facilmente com seus fãs, e que os mesmos dividam suas opiniões. Uma notícia também pode ser dada em primeira mão só para quem curte a página.

É uma maneira de interagir e levar a música aonde o povo, realmente, está.