O sucesso de empresas online e de tecnologia, como Facebook e Google, abriu o caminho para a criação de várias novas mídias sociais e startups. Isso ocorre não somente pelo incentivo de investidores, como também pela evolução da internet. Afinal, o desenvolvimento tecnológico e o engajamento dos usuários possibilitaram a criação de vários projetos nunca antes pensados.

Quando uma nova plataforma é desenvolvida, é preciso antes pensar como desenvolvê-la e como lançá-la. Embora pareçam duas decisões distantes uma depende bastante da outra, já que hoje em dia é muito comum lançar um projeto atrelado a uma grande mídia social ou apenas como uma nova mídia. Por isso responder essa pergunta é crucial para o desenvolvimento do projeto, pois ela define como será a plataforma, seja ela através de aplicativo em uma grande rede, parceria, exigência de registro na rede parceira ou lançamento de uma marca individual. Mas qual opção é ideal para o meu projeto?

Nova parceria

A grande vantagem de uma parceria com uma rede famosa, é que a nova plataforma tem chances de adquirir usuários e consequentemente sucesso com rapidez. Um bom exemplo disso é o BranchOut que foi lançado em parceria com o Facebook para competir com o Linkedin. Atrelada ao sucesso do Facebook e sua grande quantidade de usuários, essa rede se tornou conhecida e está em crescimento. No entanto por ser limitada a apenas usuários do Facebook (cerca de 700 milhões de cadastros), essa mídia não tem a oportunidade de atingir a web em geral.

Por outro lado para aqueles que já utilizam a rede parceira, é um grande incentivo não ter que fazer dois cadastros e poder fazer o login por apenas uma conta. Esses fatores também se aplicam às plataformas que são lançadas através de aplicativos em grandes redes, mas tudo depende do tipo de projeto. Por isso, é importante definir os objetivos iniciais e decidir qual será a abordagem. É claro que devemos lembrar que a parceria com uma marca famosa não garante o sucesso de um novo produto, mas com certeza é um fator que influencia a conhecê-lo.

Nova mídia

O bom de lançar o projeto como uma nova mídia é que não existem limitações de acesso, ou seja, qualquer usuário da internet pode conhecê-la. Outro benefício é que sua imagem não será carregada por outra marca, permitindo a construção de sua própria reputação e ainda evitando a má impressão de pessoas que não gostam de certas redes/marcas. Contudo para que uma iniciativa independente cresça, é necessário um lançamento e posicionamento bem feito, pois não será destacado por nenhum outro nome de influência.

É importante lembrar que as duas opções são boas, contanto que estejam de acordo com os objetivos e com o projeto. A escolha depende de uma visão estratégica do mercado combinada com a função da nova plataforma a ser lançada. É lógico que ao longo do crescimento da nova mídia seu modelo inicial pode ser mudado, como é o exemplo do Spotify que era independente e agora exige cadastro no Facebook para seus novos usuários. O que deve ser destacado aqui é que existem diversas estratégias que podem ser aplicadas na internet e se bem utilizadas podem fazer do seu novo negócio um sucesso.