Na semana passada, o Yahoo! e o Facebook se uniram para botar em prova a teoria dos seis graus de separação (Small World Experiment, no original) – aquela que dita que todas as pessoas do mundo podem estar conectadas, tendo no máximo seis laços de amizade que façam tal conexão – através de uma pesquisa na qual o usuário pode se cadastrar e seguir as instruções para ajudar os dois serviços a testar a tal teoria.

Os seis graus de separação, no entanto, não são novidade quando o assunto é redes sociais. Na época dourada do Orkut, por exemplo, ela estava presente logo abaixo do nome de cada pessoa, mostrando quais amigos te ligavam àquele profile, sendo assim a base da criação da rede e a principal responsável pelo sucesso na época.

Tanto a teoria foi presente no Orkut como em diversas outras redes sociais que neste início o usuário precisava ser convidado por alguém para entrar na rede, e com o número de usuários crescendo exponencialmente até a liberação do cadastro comum, foi provado que, de alguma maneira, todas as pessoas que possuíam um perfil no Orkut estavam ligadas aos primeiros a disparar os convites.

 

Trecho do seriado Six Degrees, baseado na teoria

Fundamentada pelo cientista Stanley Milgram em 1967, foi no mundo moderno, portanto, que a teoria ganhou sentido, com o fácil mapeamento de dados e ligações através das redes sociais. No Linkedin, por exemplo, os graus são utilizados para indicar o quão distante você está de um contato. Um outro exemplo pode ser visto em um site chamado The Oracle Of Bacon, que utilizando o IMDB como base, liga qualquer artista ao ator Kevin Bacon.

O Small World Experiment do Yahoo! e do Facebook pretende dar a cartada final no assunto. Ao invés de fazer como Milgram, que trabalhou com o sistema de enviar cartas, a pesquisa é diretamente ligada com a sua rede no Facebook: o sistema escolhe uma pessoa randômica. Você escolhe uma pessoa que possa conhecê-la ou te levar a ela. A pessoa te envia uma mensagem dizendo que a conhece, ou então passa adiante para alguém que possa conhecê-la. E por aí vai…

A questão é: será mesmo que todas as pessoas estão ligadas desta maneira?

Small World Experiment: http://smallworld.sandbox.yahoo.com/